Publicado em 19/02/2016 às 14h57.

Pinheiro diz a Otto que deixará PT; PSD pode ser destino

O senador Otto Alencar diz que nunca convidou oficialmente o colega Walter Pinheiro, mas que ele seria "recebido de tapete vermelho" no PSD

Rodrigo Aguiar
Plenário do Senado
Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

 

Cortejado por diversos partidos, o senador Walter Pinheiro já contou ao colega de Senado Otto Alencar que deixará o PT. O bate-papo aconteceu na última quarta-feira (17), em Brasília. E o Partido Social Democrata (PSD), presidido por Otto na Bahia, poderá inclusive ser o destino partidário do petista, que recusa a oferta da legenda para ser candidato a prefeito de Salvador este ano. “Se ele viesse para o PSD, acho que seria bem recebido por todos, de tapete vermelho. Mas nunca tomaria uma decisão dessas sem antes consultar os deputados estaduais e federais, porque nunca faço nada sozinho”, afirmou Otto, ao bahia.ba.

O social-democrata negou que tenha feito qualquer convite oficial a Pinheiro e diz que o petista não é uma pessoa que “se deixe cooptar por ninguém”, mas não escondeu o entusiasmo de ter o colega de Legislativo federal como correligionário no futuro. “Pinheiro é meu amigo e um dos melhores senadores do país”, disse o parlamentar.

Otto e o petista têm, inclusive, “tempos” de mandato diferentes, o que faria com que eles não viessem a disputar o cargo na mesma eleição. Pinheiro chegou ao Senado em 2010 e Otto, em 2014. O mandato de senador é de oito anos.