Publicado em 15/01/2016 às 11h40.

PMDB no Senado quer renúncia de Temer após reeleição

Presidente do PMDB só aceita se licenciar e abrir espaço para alguém assumir o posto interinamente

Redação
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

 

A cúpula do PMDB no Senado colocou as condições para apoiar a reeleição de Michel Temer à presidência do partido: que ele renuncie ao comando da legenda logo após a votação, agendada para março, informa a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. Temer, no entanto, tem outra proposta: ser reconduzido e se licenciar em seguida, abrindo espaço para que um senador, o vice, assuma o posto apenas interinamente. A tensão aumenta o racha na sigla. Um dos caciques do partido diz que o acerto proposto por Temer “não passa sem o nosso aval”. “Só se ele abdicar e der a presidência ao Romerinho em caráter definitivo”, complementa o peemedebista, em referência ao senador Romero Jucá. Um interlocutor de Temer rebate, ao descartar a possibilidade de renúncia. “Que montem uma chapa e disputem voto a voto”, diz.