Publicado em 06/09/2016 às 17h46.

PMDB tem candidatos a prefeitos e a vices em chapas diferentes

A curiosidade acontece em Paramirim, onde o partido dos Vieira Lima disputa a eleição para prefeito e compõe coligação na chapa encabeçada por Gilberto Brito (PSB)

Blog do Levi
Foto: Reprodução/TSE
Foto: Reprodução/TSE

 

O município de Paramirim vive uma situação no mínimo curiosa. Lá, o PMDB tem um candidato a vice-prefeito na coligação com o PSB, que tem como cabeça de chapa o ex-deputado Gilberto Brito (PSB). Mas o partido também lançou chapa completa encabeçada pelo locutor Neto Leão para ocupar a prefeitura.  Ou seja, tem dois candidatos a prefeito e vice em chapas diferentes. A “bagunça” foi parar na Justiça. A coligação de Brito conquistou liminar que garante sua campanha.

Contam as más línguas que tem o dedo do gordinho do PMDB, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, nesse “samba de crioulo doido”. Ele é acusado de jogar sujo no município. Segundo os relatos, na noite anterior à convenção do partido, o parlamentar destituiu a comissão provisória da sigla e indicou uma nova. Com isso, o prefeito Júlio Bernardo Brito Vieira Bittencourt, que anda meio ‘sujo’ com a Polícia Federal, lançou Neto Leão para substituí-lo.

Na Justiça, a chapa encabeçada por Brito conseguiu derrubar a comissão criada por Vieira Lima. A antiga retomou o PMDB e manteve a aliança formada pelo PSB/DEM/PSC/PMDB/PP/PCdoB. Enquanto a Justiça Eleitoral não decide, o PMDB está duplamente representado na disputa pela cadeira de prefeito da cidade.