Publicado em 17/06/2022 às 08h12.

Presidente da Câmara critica Petrobras por aumento de combustível

Após decisão do Conselho de Administração, direção da petrolífera deve anunciar durante esta sexta reajustes no diesel e na gasolina

Adriano Villela
Foto: Agência Câmara
Foto: Agência Câmara

 

A reunião do Conselho de Administração da Petrobras na quinta-feira (16) gerou a expectativa de o colegiado brecar novos aumentos de combustíveis, mas aconteceu o contrário. O órgão avalizou a competência da diretoria executiva para tocar a política de preços, o que deve gerar novos aumentos do custo nas refinarias da gasolina e do diesel. Os novos reajustes entraram na mira do presidente da Câmara, Arthur Lira, que anunciou em postagem nas redes sociais uma reunião de líderes do Legislativo para avaliar medidas de controle dos preços.

“A República Federativa da Petrobras, um país independente e em declarado estado de guerra em relação ao Brasil e ao povo brasileiro, parece ter anunciado o bombardeio de um novo aumento nos combustíveis”, ironizou o parlamentar progressista. Lira lembrou que o Congresso vota propostas para reduzir o custo dos combustíveis, como o Projeto de Lei Complementar 18, que limita a alíquota do ICMS dos combustíveis. O provável reajuste do diesel e da gasolina ainda não foi anunciado oficialmente

Aliado do presidente da República, Jair Bolsonaro, Arthur Lira cobra também a saída do presidente da petrolífera, José Mauro Coelho. O executivo já foi demitido, mas permanece no cargo até o sucessor ser definido. O presidente da Câmara pressiona pela sua renúncia.

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.