Publicado em 24/10/2020 às 15h30.

Presidentes da Câmara e do Senado manifestam apoio a articulador político

'Não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo', disse o deputado sobre Ricardo Salles

Redação
Foto: Fabio Pozzebom/ Agência Brasil
Foto: Fabio Pozzebom/ Agência Brasil

 

Alvo de críticas públicas do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de movimentações de bastidores da ala ideológica do governo, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, recebeu o apoio neste sábado (24) dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Na sexta-feira, Salles atribuiu a Ramos uma postura “Maria Fofoca” e insinuou que a liberação de emendas parlamentares favorece o chamado Centrão.Alcolumbre (DEM-AP) avaliou que “não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro”.

“Sem entrar no mérito da questão, faço duas ressalvas. 1. Como chefe do Legislativo, registro a importância do @MinLuizRamos na relação institucional com o Congresso. 2. Não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro. Isto só apequena o governo e faz mal ao Brasil”, escreveu Alcolumbre em sua página no Twitter.

Mais cedo, Rodrigo Maia (DEM-RJ) reforçou o apoio a Ramos ao classificar a atitude de Ricardo Salles de tentativa de “destruir” o governo. “O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”.