Publicado em 06/12/2016 às 07h20.

Renan Calheiros se recusa a assinar notificação de afastamento pelo STF

Ao receber a visita de um oficial de Justiça na residência oficial, o peemedebista enviou o recado de que aceitaria a notificação nesta terça (6), às 11h, no Senado

Redação
Foto: José Cruz/ ABr
Foto: José Cruz/ ABr

 

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) não quis assinar a notificação de seu afastamento da presidência do Senado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na noite da segunda-feira (5).

Ao receber a visita de um oficial de Justiça na residência oficial, o peemedebista enviou o recado de que aceitaria a notificação nesta terça (6), às 11h, no Senado.

Em nota, Renan disse que o STF não o ouviu sobre seu afastamento e ressalta que a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que o afastou, é provisória. Ele afirmou que só irá se manifestar após conhecer os argumentos do ministro.

“O senador consultará seus advogados acerca das medidas adequadas em face da decisão contra o Senado Federal. O senador Renan Calheiros lembra que o Senado nunca foi ouvido na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental e o julgamento não se concluiu”, diz um trecho da nota.

A decisão de Marco Aurélio é liminar, ou seja, terá que ser analisada pelo plenário do STF.

Temas: Renan Calheiros , STF

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.