Publicado em 07/01/2016 às 07h50.

Rui e Neto repetem marchinha da discórdia

Com impasse sobre efetivo policial, carnaval nos bairros pode ser reduzido

Redação
Foto: Raul Golinelli/ GovBA
Foto: Raul Golinelli/ GovBA

 

O embate entre o prefeito ACM Neto (DEM) e o governador Rui Costa (PT) sobre a ampliação do Carnaval pode levar a prefeitura a alterar a programação da festa nos bairros e repete o clima de embate carnavalesco entre os dois gestores.

Na folia momesca de 2015, logo no começo de seu governo, o petista se colocou contra a organização exclusiva do Município e reivindicou um protagonismo do Estado na organização da festa. Este ano, a reclamação foi outra. Com o argumento da crise, o governador se queixou de que o prefeito não só ampliou o calendário, como estendeu a folia para mais bairros. Segundo Rui, não haveria efetivo policial necessário para a segurança do evento planejado pela prefeitura.

Carnaval nos bairros – Entre as alternativas cogitadas para resolver o impasse, está o encurtamento dos dias de festa nos bairros do Nordeste de Amaralina, São Caetano e Pau da Lima, segundo o jornal A Tarde. No Nordeste de Amaralina, por exemplo, a festa seria realizada entre sábado e terça (e não em uma semana, entre quarta e quarta, como planejado). Haveria ainda alguma possibilidade de cancelamento em São Caetano e Pau da Lima, mas interlocutores da prefeitura dizem que é “impossível recuar” no caso do Nordeste, já que o Carnaval já ocorria no bairro, com direito a blocos, mesmo sem oficialização.