Publicado em 22/08/2019 às 17h44.

Sítio de Atibaia: relator no TRF-4 diz que voto sai até final do ano

“Esse processo não recebe tratamento nem pior ou melhor do que qualquer outro que eu tenha”, afirmou o desembargador João Pedro Gebran Neto

Redação
Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4/Divulgação)
Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4/Divulgação

 

Relator do processo do sítio de Atibaia no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o desembargador João Pedro Gebran Neto declarou nesta quinta-feira (22) que deve liberar seu voto até o final do ano, segundo informações do Globo.

Conforme o desembargador, o cronograma leva em conta suas atribuições no gabinete. “Eu não tenho só esse processo e esse processo não recebe tratamento nem pior ou melhor do que qualquer outro que eu tenha”, disse Gebran.

Após a apresentação do voto do relator, o processo será encaminhado para Leandro Paulsen, o revisor do caso, que também elaborará um voto. Apenas depois disso, o caso poderá ser pautado pela Corte.

A possibilidade de progressão da pena para o ex-presidente Lula, preso após condenação no processo do tríplex do Guarujá, depende do julgamento do caso do sítio de Atibaia.

A defesa do petista poderá solicitar a progressão para o regime semiaberto a partir do 23 de setembro.

Lula, entretanto, só poderá usufruir do benefício caso não ocorra outra condenação em segunda instância que estabeleça o regime fechado.

PUBLICIDADE