Publicado em 13/10/2020 às 21h16.

TSE decide anular votos de Targino Machado; Angelo Almeida comemora: ‘Dia simbólico’

Sessão virtual definiu recontagem de coeficiente eleitoral da AL-BA

Paloma Teixeira
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

 

A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu pela anulação dos votos do deputado estadual Targino Machado (DEM), eleito em 2018. Em uma sessão virtual realizada na noite desta terça-feira (13), ficou definido que o quociente eleitoral da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) será recontado.

Após a campanha eleitoral de 2018, o parlamentar, que é médico, foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de oferecer consultas médicas gratuitas em clínica clandestina em troca de votos. Conforme o MPE, no local onde os exames eram realizados havia cartazes da candidatura de Targino e as receitas médicas continham nome e foto do candidato.

Com a anulação dos votos, quem deve assumir a vaga de forma definitiva é o candidato a vice-prefeito de Feira de Santana, Angelo Almeida (PSB). Em entrevista ao bahia.ba, ele afirmou que está feliz com a decisão.

“Eu estava trabalhando, e aí recebi a informação. Estou feliz, ainda mais em um dia simbólico como esse. Eu sou católico, hoje se comemora a Irmã Dulce, dia importante na minha vida. Agora é aguardar quando vai ser e o que a Justiça vai dizer. A ‘Justiça Justiça’ [Eleitoral] e a justiça divina, porque eu acredito nas duas”, afirma.

O bahia.ba tentou contato com Targino Machado, mas não obteve resposta.

Mais notícias