Publicado em 26/10/2020 às 14h58.

Uma mesma eleição com regras distintas

Vários trios elétricos já foram apreendidos e milhões em multas distribuídos, mas a 19 dias das eleições, tudo indica que assim vai ser até a hora do voto

Levi Vasconcelos

Circulando pelos quatro cantos da Bahia, como os colegas, apoiando aliados, o deputado Luciano Simões (DEM) diz que as regras da campanha eleitoral este ano mais parecem uma Torre de Babel, cada um falando uma língua.

— Num lugar, a Justiça permite carreatas; noutros, não. Alguns podem tudo; outros, nada. Há um descompasso enorme. Já houve casos do cidadão marcar um evento, eu sair daqui, rodar 400 km, e quando cheguei lá, estava tudo cancelado porque a Justiça assim o quis. É complicado.

Aliás, Rui Costa, o governador, também crítico das aglomerações por ele chamadas de ‘micaretas’, diz que isso é com a Justiça.

Vários trios elétricos já foram apreendidos e milhões em multas distribuídos, mas a 19 dias das eleições, tudo indica que assim vai ser até a hora do voto. Por um detalhe elementar: no interior, se diz que só não aglomera quem não tem o que aglomerar.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.