Publicado em 07/02/2017 às 18h33.

Vereadora propõe criar hotel para visitantes de presos em Salvador

Segundo o projeto de Rogéria Santos, a administração do estabelecimento seria da Semps, pasta comandada por Tia Eron

Rodrigo Daniel Silva
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

A vereadora Rogéria Santos (PRB) apresentou um projeto de lei na Câmara que cria o “hotel solidário” para visitantes de presidiários custodiados em Salvador, que residem fora da capital e da Região Metropolitana.

A ideia da republicana é que sejam construídos ou locados imóveis próximos às unidades penitenciárias. Segundo a proposta, a administração do “hotel solidário” seria da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), hoje comandada pela sua colega de partido, Tia Eron .

Na matéria, estabelece-se a cobrança de uma “taxa solidária” de cada hóspede, por pernoite, não superior a 5% do salário mínimo, e o pagamento deverá ser feito no ato de entrada.

“É cediço por toda a sociedade os percalços por que passam os familiares dos presidiários custodiados em presídios e delegacias da capital baiana, residentes e domiciliados fora da capital, expondo-se a assaltos e até a morte por não possuírem condições financeiras de arcar com os altos custos de hospedagem na capital baiana. Tais pessoas, não são poucas, são centenas de homens, mulheres e crianças que enfrentam o frio cruel do chão, agasalhados com cobertores e edredons”, justifica a vereadora, no texto.

PUBLICIDADE