Publicado em 06/08/2020 às 17h23.

Wagner quer suspender decreto do governo que cria novo órgão de inteligência

Além de criar Centro de Inteligência Nacional, decreto altera a estrutura e reformula cargos da Abin

Redação
Foto: Alessandro Dantas/ PT no Senado
Foto: Alessandro Dantas/ PT no Senado

 

O senador Jaques Wagner (PT-BA) apresentou um Projeto de Decreto Legislativo (PDL) para suspender o decreto presidencial que altera a estrutura e reformula cargos da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). O dispositivo editado por Jair Bolsonaro ainda criou o Centro de Inteligência Nacional.

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, o senador petista argumentou que o decreto mexe nas competências da Escola de Inteligência, o que pode colocar em risco a vida e a segurança da população, já que pessoas indicadas pelo Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin) terão acesso a dados importantes.

“Tal brecha representa, inclusive, potencial ameaça à soberania nacional”, afirmou Wagner.

O Centro de Inteligência Nacional foi criado com o objetivo de enfrentar “ameaças à segurança e à estabilidade do Estado e da sociedade”, mediante produção e coleta de dados. O centro fará ligação entre a Abin e outros órgãos do Sisbin.