Publicado em 24/03/2020 às 17h03.

Aluna da rede estadual tem redação premiada em concurso internacional

Adolescente de 16 anos escreveu texto sobre importância da Amazônia

Redação
Foto: Divulgação/SEC-BA
Foto: Divulgação/SEC-BA

 

Estudante do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Saúde Anísio Teixeira, localizado no bairro da Caixa D’água, em Salvador, a adolescente Marina Novais, 16 anos, escreveu uma redação sobre a preservação da Amazônia e, agora, terá o texto publicado em um livro coletânea que reúne obras de vários países.

O texto dissertativo-argumentativo, a ser publicado pela editora Kawo-kabiysile, segundo a jovem, focou na discussão sobre proteger e defender a floresta brasileira.

“Abordei a negligência do Governo Federal em relação à Amazônia e destaquei o código florestal; os habitantes naturais, como os indígenas e ribeirinhos, que são deixados de lado; e, também, falei sobre as fábricas ilegais e a falta de fiscalização diante desses problemas”, afirmou Marina

A estudande diz ainda que o apoio do CEEP foi fundamental para a construção do texto.

“Tive a ajuda da minha professora de Metodologia Científica, Nathalia, que organizou uma oficina para auxiliar os alunos interessados em participar do concurso. Utilizamos apostilas para entendermos melhor a estrutura de uma redação e a professora foi nos mostrando como desenvolver os nossos textos. Já em casa, a minha tia Renata Novais olhava o meu texto e dizia o que estava bom ou precisava acrescentar e eu adicionei informações retiradas de noticiários, sites e vídeos pesquisados”, explicou.

A jovem não esconde a satisfação em ter seu texto selecionado para uma publicação internacional. “Estou muito feliz por esta oportunidade. É muito bom saber que, por meio de incentivos e de ajuda, eu consegui conquistar isso, que é importante para o meu crescimento e para a minha autoestima, pois se trata de uma coletânea escrita por pessoas de diversas partes do mundo”, revelou, entusiasmada.

Marina afirmou, ainda, que o corpo docente do CEEP sempre incentivou os estudantes ao hábito da leitura e que isso também influencia na qualidade do texto. “Os professores nos estimulam bastante e passam vários livros para a gente ler. O CEEP possui uma biblioteca com muitos livros bons e isso mostra a atenção e o cuidado que a direção tem em relação à nossa aprendizagem”, disse a estudante, que ficou sabendo do concurso na própria unidade escolar.

A diretora do CEEP, Veronica Lisboa Ramos, falou do estímulo à leitura na unidade escolar. “A nossa biblioteca possui vários livros, tanto técnicos quanto paradidáticos. Além da leitura, que é bastante estimulada pelos professores, também destaco os projetos desenvolvidos durante o ano letivo e que também contribuem para o desenvolvimento do senso crítico dos estudantes”, comentou a gestora.

 

PUBLICIDADE