Publicado em 15/12/2015 às 15h01.

Anízio Carvalho, decano dos repórteres fotográficos, é homenageado

Aos 85 anos de idade e ainda ativo, o mestre de várias gerações é alvo de sessão especial da Câmara Municipal nesta sexta-feira (18)

Jaciara Santos
nova anízio
Anízio, com a primeira câmera fotográfica, relíquia do século passado (Facebook)

 

A Câmara Municipal homenageia nesta sexta-feira (18) os repórteres fotográficos de Salvador, personificados no decano da categoria, o fotógrafo Anízio Carvalho, 85 anos de idade e mais de 60 de atividade. Dono de um acervo que reúne mais de seis mil negativos, ele possui imagens dos principais momentos das últimas seis décadas da história da Bahia. Embora aposentado, ainda fotografa, agora por prazer.

Iniciativa da vereadora Aladilce Souza (PCdoB), a sessão especial é um reconhecimento ao trabalho dos profissionais de imagem como ferramenta indispensável na elaboração da noticia.

Ao ser informado da homenagem, Anízio Carvalho, mestre de várias gerações, manteve a humildade habitual: “Para mim, essa oportunidade é maravilhosa, só tenho a agradecer”, disse, sensibilizado. Natural de Conceição da Feira, ele mora em Salvador, desde os 14 anos de idade. Trabalhou como empregado doméstico da família Rozemberg, referência no segmento de fotografia e filmagem, nas primeiras décadas do século passado. Foi de Leão Rozemberg que Anízio recebeu as primeiras lições sobre a arte de fotografar.

Jornal da Bahia – Do estúdio de Leão, Anízio foi para o Jornal da Bahia integrar o grupo de fundadores do veículo de comunicação. No hoje extinto JBa., ele firmou como o grande repórter fotográfico em que acabou se transformando. De seu acervo, fazem parte momentos memoráveis da história da Bahia como as visitas da rainha Elizabeth II, do ex-presidente Kennedy e do Papa João Paulo II, para citar apenas três exemplos.

Marcada para as 9h desta sexta-feira, a sessão especial vai contar a com a participação de representantes da mídia como a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), o Sindicato dos Jornalistas (Sinjorba) e a Associação dos Repórteres Fotográficas e Cinematográficos (Aforc).