Publicado em 27/10/2021 às 16h27.

Aumento no preço da gasolina faz mais de 5 mil motoristas de aplicativos desistirem de rodar

Ao bahia.ba, o vereador e representante da categoria na Câmara, Átila do Congo, afirmou ser um problema 'das empresas'

Leilane Teixeira
Foto: Rayllanna Lima/ bahia.ba
Foto: Rayllanna Lima/ bahia.ba

 

Os sucessivos aumentos no preço dos combustíveis em todo país, sobretudo o mais recente, que ocorreu na última terça-feira (26) e fez com que o valor do litro da gasolina chegasse a casa dos R$ 7 reais na maioria dos postos de Salvador, impactou diretamente na vida dos motoristas de aplicativos que trabalham na capital baiana.

Ao bahia.ba, o vereador e líder da categoria na Câmara, Átila do Congo, revelou que devido aos constantes reajustes deste ano, mais de 5 mil condutores dos aplicativos Uber e 99 POP desistiram de rodar. Em 10 meses, a gasolina já subiu 11 vezes e acumula um aumento de 73%, seguido do Diesel, que chegou a 65,3%.

“Esses aumentos geram um reflexo na vida de todos, principalmente na vida dos motoristas de aplicativos. Em salvador mesmo, mais de cinco de mil motoristas já deixaram de rodar porque não vale mais a pena. O retorno não é compatível. Tenho uma reunião com a Uber e 99 [POP] para conversar sobre isso e vermos se existe algo a se fazer, apesar de eu já estar descrente e saber que não tem muito o que mudar, porque é uma decisão nacional”, disse.

De acordo com o vereador, a categoria planeja uma manifestação para sexta-feira (29).

“Os motoristas pretendem fazer manifestação dia 29. Vou aderir, mesmo sabendo que não vai resolver e nem adiantar nada. Quem poderia mudar o quadro são as empresas, porém a tarifa das empresas tem que acompanhar o crescimento”, explicou Átila

 



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.