Publicado em 06/07/2016 às 13h30.

Cesta básica sobe 3,2% em Salvador

Quem recebe um salário mínimo gasta cerca de 45% do valor ganho por mês para comprar alimentos

Redação
Foto: Carla Ornelas/ GOVBA
Foto: Carla Ornelas/ GOVBA

 

A cesta básica dos soteropolitanos voltou a registrar aumento no preço. O valor em junho, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), foi de R$ 365,77, contra R$ 354,12 no mês anterior. A variação é de 3,2%.

Com a elevação no custo, o poder de compra do trabalhador no que recebe um salário mínimo foi reduzido em Salvador. Ele compromete mais de 45% do seu rendimento líquido com o conjunto de alimentos.

Os itens que mais contribuíram para a estatística foram o feijão, com elevação de 72%, a manteiga (7%) e o leite (7,5%). Apesar do aumento, a capital baiana foi a terceira cidade mais barata, entre as 27 pesquisadas.