Publicado em 28/10/2020 às 10h51.

Codecon notifica duas funerárias em operação para o Dia de Finados

Recentemente iniciada, operação já vistoriou 18 estabelecimentos

Redação
Foto_Jefferson Peixoto/Secom
Foto_Jefferson Peixoto/Secom

 

Para garantir o direito dos consumidores que pretendem comprar flores e visitar seus entes que já se foram, no dia 2 de novembro, a Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), deu início à Operação Finados, promovendo a fiscalização de funerárias, floriculturas e cemitérios.

Somente neste início de operação, 18 estabelecimentos foram visitados, sendo nove floriculturas e nove funerárias localizadas na Federação, Alto das Pombas, Cosme de Farias, Daniel Lisboa e Periperi. Desse total, uma funerária estava em condição irregular e outra não tinha a tabela de preço, sendo que ambas foram notificadas.

As ações de fiscalização seguem em diversos outros pontos da cidade até o dia 29. De acordo com a chefe de fiscalização da Codecon, Rose Estrela, durante as ações estão sendo fiscalizadas a afixação dos preços nos produtos oferecidos aos consumidores, a obrigatoriedade da manutenção do exemplar do Código de Defesa do Consumidor nos estabelecimentos, a proibição da exposição de urnas mortuárias e adereços para velórios na frente das lojas, bem como o uso de vitrines e/ou portas transparentes em funerárias.

“As pessoas precisam ficar atentas se existem abusos e caso se sinta abusada pode denunciar por meio do Fala Salvador, no 156. É preciso deixar claro que a tabela com os preços das flores precisa está visível e o valor não pode ser dito de boca na hora”, enfatiza. Ainda segundo Estrela, as funerárias também precisam ter o vidro escuro para evitar o máximo possível a visibilidade dos artigos que estão no interior da loja.