Publicado em 19/05/2022 às 19h20.

Cremeb sobre médico preso por estupro: ‘Não cabe ao conselho emitir juízo de valor’

Médico de 38 anos foi preso em flagrante estuprando uma adolescente de 13 anos na Avenida Lucaia

Leilane Teixeira
Foto: Ascom Polícia Civil
Foto: Ascom Polícia Civil

 

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) enviou uma nota ao bahia.ba se posicionando sobre o médico preso em flagrante estuprando uma adolescente de 13 anos, na Avenida Lucaia, em Salvador, na última quarta-feira (18).

O conselho informou que “uma vez que o relatório da Polícia Civil não aponta até aqui que o crime tenha qualquer relação com o exercício profissional, não cabe ao Cremeb emitir juízo de valor nem investigar situações que não envolvam a relação médico-paciente”.

O Cremeb informou ainda que aguardará “atentamente o desenrolar do processo para tomar as medidas que forem necessárias, a seu tempo, para identificar indícios de infração às normas emanadas do CFM/CRM e ao Código de Ética Médica”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.