Publicado em 12/12/2015 às 16h40.

Moradores de Itapuã comemoram a inauguração do mercado municipal

Espaço ficou mais de dois anos fechado, depois de acidente em 2012 que feriu quatro pessoas, uma das quais gravemente

Ivana Braga

Depois da requalificação da orla, os moradores do bairro de Itapuã comemoram a inauguração do mercado municipal, entregue à população neste sábado (12), pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, acompanhado da secretária de Ordem Pública, Rosemma Maluf. A inauguração ocorreu num clima de festa de largo, com direito a foguetório, faixas de agradecimento e tudo mais comum em eventos dessa natureza.

Mas foi depois que o prefeito saiu que a festa realmente começou para o povão que caiu no samba regado a cerveja e boa conversa com os amigos.

O mercado estava desativado desde 2013, meses após uma parte da cobertura de dois boxes instalados no térreo ter desabado em 2012 ferindo quatro pessoas, uma das quais gravemente. De lá até hoje, quando foi finalmente inaugurado, foram muitos prejuízos, promessas e desencantos dos permissionários dos boxes que agora abrem o sorriso, felizes por finalmente poderem retomar suas atividades, como é o caso de dona Ana Maria Oliveira, 54, há quase 30 anos instalada no mercado de Itapuã. “Herdei de minha mãe, com quem trabalhava”, conta ela, entre um atendimento e outro.

Acostumado a marcar ponto no mercado, onde gosta de encontrar amigos para devorar uma boa feijoada nas manhãs de sábado, o eletricitário Josenildo Santana, 37, comemora a inauguração do equipamento: “Estava sentindo falta disso. Agora vou poder voltar a comer meu feijãozinho”, diz sorridente.

Investimento – Com arquitetura moderna e arrojada, possivelmente inspirada no Estádio Olímpico de Munique, na Alemanha, o mercado de Itapuã está instalado na Rua Genebaldo Figueiredo e conta com três pisos com 30 boxes destinados a comercialização de alimentos, artesanato e restaurantes. O espaço que tem 2.030 m² foi totalmente reconstruído com um investimento de R$ 5,4 milhões (R$ 1,2 milhão do Ministério do Turismo e o restante, R$ 4,2 milhões, dos cofres municipais).



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.