Publicado em 09/03/2016 às 08h41.

Movimentos sociais preparam manifestação na Rede Bahia no domingo

Sede da emissora fica na Rua Aristides Novis, no bairro da Federação, em Salvador, a poucos metros da Barra, onde terá o protesto contra o governo petista

João Brandão
Manifestação CUT (Foto Divulgação CUT/PR)
Manifestação CUT (Foto Divulgação CUT/PR)

 

O movimento “Frente Brasil Popular”, que engloba entidades ligadas ao PT – como CUT, CTB, MST entre outras –, prepara uma manifestação em frente à Rede Bahia, a partir das 9h, no próximo domingo (13). A sede da emissora fica na Rua Aristides Novis, no bairro da Federação, em Salvador, a poucos metros da Barra, onde haverá o protesto contra o governo petista.

Em entrevista ao programa Uziel Tá na Área, com Evilásio Junior, na Rádio Vida FM 101,6, nesta quarta-feira (9), o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, explicou o movimento e garantiu que não haverá confronto, pois os lugares são distantes. “Vamos para lá denunciar as manobras da Globo. Lutar pela democratização da comunicação”, disse. Questionado se não haveria conflito entre manifestantes pró e contra o PT na Avenida Centenário – onde os dois grupos podem se encontrar – Vasconcelos negou: “as duas manifestações são legítimas. Quem é contra ou a favor, tem o direito de se manifestar. Não acredito que terá confronto, pois são distantes”.

O sindicalista disse que o movimento não é a favor da presidente Dilma Rousseff. “É contra a tentativa de desestabilização do país”, completou. No dia 18 de março, o grupo fará outro ato “em favor da democracia; contra o impeachment; em defesa da Petrobras; contra a Reforma da Previdência” e para cobrar “mais direitos para os trabalhadores”.