Publicado em 26/01/2021 às 15h02.

‘Não podemos esperar a vacina’, diz secretário de Educação sobre volta às aulas

Em videoconferência, Marcelo Oliveira disse que não pode esperar a imunização de professores devido ao risco de perder mais um ano letivo

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O secretário da Educação em Salvador, Marcelo Oliveira, defendeu o retorno das aulas ainda que professores e alunos não tenham sido vacinados. Na sua avaliação, a espera prevista para imunizar os professores é longa e pode comprometer mais um ano letivo. O grupo deve ser vacinado na quarta etapa da campanha de imunização.

Durante videoconferência promovida pelo vereador Claudio Tinoco com representantes das categorias envolvidas, nesta terça-feira (26), Oliveira estimou que as próximas duas semanas serão fundamentais para traçar um panorama de volta às aulas.

“Nós precisamos fazer o retorno às aulas. Não podemos esperar a vacinação dos profissionais da educação, que está prevista para a quarta fase. O que nós defendemos é que o poder público encontre os mecanismos para voltar às aulas sem a vacina, reduzindo o risco de contaminação nas escolas”, defendeu o secretário.

Também participaram do webinar Rui Oliveira, coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (APLB-BA); Jorge Tadeu, diretor do Sindicato das Escolas Particulares da Bahia (Sinepe-BA); e Larissa Voss Sadigursky, representante do movimento de pais Volta às Aulas Salvador. Apesar do sentimento sobre o risco de perder mais um ano letivo, Rui Oliveira afirmou que, em pesquisa interna da APLB, 97% dos professores afirmaram que só voltam às salas de aula após a imunização.

“Precisamos garantir a integridade física dos professores. Queremos um protocolo de biossegurança e não queremos morrer. Queremos que os profissionais da educação sejam priorizados na ordem da vacinação”, destacou Oliveira.

O secretário da Educação afirmou que alguns protocolos já estão sendo fechados internamente, como a quantidade de crianças por sala, redução do tempo do recreio e o revezamento de turmas.