Publicado em 19/01/2022 às 10h52.

Prefeitura de Salvador lança escola digital de economia criativa

Projeto é realizado em parceria com a OEI e a Fundação Roberto Marinho

Jamile Amine
Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

 

A prefeitura de Salvador lançou, nesta quarta-feira (19), a escola de economia criativa co.liga, voltada para a formação e inclusão de jovens em situação de vulnerabilidade. O projeto é uma parceria com a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e a Fundação Roberto Marinho.

“Essa é uma escola digital virtual, que oferece cursos online gratuitos em 37 áreas para jovens na faixa etária de 18 a 28, anos, em mais diversas linhas, linhas que tem tudo a ver com nossa cidade”, disse o prefeito Bruno Reis no evento de lançamento realizado nesta manhã no Palácio Thomé de Souza.

“Muito dessas linhas desses cursos vão ser desenvolvidas nessa segunda etapa do Museu Casa da Música, estimulando a arte, a música, os arranjos culturais. E todos nós sabemos do potencial que Salvador tem, esse caldeirão cultural que é a nossa cidade”, acrescentou o gestor municipal.

Responsável por tocar o projeto, a vice-prefeita Ana Paula Matos lembrou que a parceria firmada com a OEI se dá por conta de objetivos comuns. “Nós temos um propósito que se liga com a OEI, de investir em educação, na cultura e na ciência. E como escritório de governança, ele trabalha a inovação e a governança social, a troca de experiências locais e internacionais. A gente teve essa missão designada pelo nosso querido prefeito Bruno Reis fazer essa parceria. E como primeiro produto concreto estamos entregando à cidade de Salvador e aos nossos jovens a oportunidade de tantos cursos na economia criativa. Mas mais que os cursos, nós estamos buscando desenvolvimento, oportunidade e igualdade”, afirmou.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.