Publicado em 26/11/2021 às 20h20.

Prefeitura prepara remoção de barracas irregulares ou abandonadas

Proprietários ainda podem regularizar a situação. Atualmente, a cidade tem 6 mil barracas registradas

Redação
Foto: Jefferson Peixoto/Secom
Foto: Jefferson Peixoto/Secom

 

Foi iniciada na quinta-feira (25), a remoção de barracas de chapa abandonadas em Salvador. A ação é realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop).

O objetivo é ordenar o comércio de rua, além de contribuir para a melhoria da estética da cidade, da mobilidade urbana e da segurança dos cidadãos.

Até esta sexta-feira (26), foram retiradas cinco barracas, sendo quatro na Pituba e uma na Rótula do Abacaxi. A secretaria já adiantou que, na próxima etapa, a ação será realizada em equipamentos sem o registro atualizado junto ao município. No recadastramento realizado este ano, das 6 mil barracas registradas no órgão, apenas 500 proprietários fizeram a atualização cadastral.

As barracas irregulares ainda podem ser recadastradas. Os interessados podem regularizar a situação através pela internet. É necessário informar a atividade exercida, dimensões da barraca, localização e imagens do equipamento. A Semob reforça que o processo deve ser efetuado pelos proprietários de todas as bancas de chapa situadas na capital baiana com alvará de funcionamento. Os proprietários vão ser notificados antes da remoção dos equipamentos que permanecerem irregulares nos próximos dias.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.