Publicado em 10/09/2019 às 20h40.

Professores da rede municipal decidem cruzar os braços a partir do dia 17

Paralisação será para que educadores acompanhem audiência pública na Câmara dos Vereadores sobre o padrão da Secretaria Municipal de Educação

Redação
Foto: Walmir Cirne/APLB/ Divulgação
Foto: Walmir Cirne/APLB/ Divulgação

 

Professores e gestores da rede municipal decidiram paralisar as atividades a partir do próximo dia 17. A decisão foi confirmada em assembleia realizada nesta terça-feira (10), no ginásio dos Bancários.

Promovida pela APLB, a reunião debateu questões como campanha salarial e eleição para escola de novos gestores, que ocorre no próximo dia 19.

“Hoje aprovamos o indicativo de greve, teremos paralisação dia 17, para acompanharmos uma audiência pública na Câmara de Vereadores, onde trataremos do padrão SMED [Secretaria Municipal de Educação]. Convocamos a categoria para acompanhar as negociações, que acontecerão até o dia 23, quando faremos uma vigília”, disse Elza Melo, diretora administrativa do sindicato.

De acordo com ela, uma nova assembleia será realizada no dia 24. “Messe período teremos eleições para escolha de gestores das escolas municipais, um processo democrático na nossa rede, onde todos os profissionais da classe acompanham. Nós, trabalhadores da Educação, seguiremos na luta contra essa pauta apresentada pelos governos Bolsonaro e ACM Neto, seu aliado”, afirmou.

PUBLICIDADE

Mais notícias