Publicado em 04/03/2021 às 11h39.

Projeto da Bahia reúne em galeria virtual vivências e memórias da população negra

Acervo Imediato foi uma das 75 propostas contempladas pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, no final de 2020

Redação
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

 

A coletiva de produção cultural Denda realiza o projeto Acervo Imediato, que busca reunir memórias e vivências de pessoas negras em uma galeria virtual colaborativa a partir de postagens no Instagram. A atividade foi selecionada pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas – coordenado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Usuários da rede podem interagir e contribuir com a iniciativa, compartilhando suas histórias e experiências através de fotos, vídeos ou stories do próprio perfil utilizando a hashtag #acervoimediato e marcando a @dendacoletiva.

As publicações poderão servir de inspiração na composição de narrativas visuais que serão elaboradas pelas artistas baianas Jamile Cazumbá, Safira Moreira e Shai Andrade, convidadas pela Denda a apresentarem uma mostra virtual em meados de abril. Cada uma delas desenvolverá um trabalho artístico em linguagem visual, que pode ser relacionado à fotografia, videoperformance, ilustração, entre outros.

A ideia é que as obras dialoguem com a proposta de construir registros da pluralidade da identidade negra. “O que a gente quer é que as pessoas negras compartilhem o que elas fazem no cotidiano, trazendo memórias positivas e mostrando outras possibilidades dentro do mundo que vivemos. O que mais se tem dessa população muitas vezes são imagens negativas, produzidas por outras pessoas, que trazem uma visão carregada de estereótipos”, destaca Nathália Procópio, uma das cinco integrantes da Denda.

“As pessoas podem fotografar momentos como uma plantação em um jardim, aniversário com o filho, um livro, um filme que inspira, uma conquista, um encontro, ou seja, tudo que acontece no presente e que traz carga afetiva para guardar e compor essas memórias do agora”, explica.

Premiação – O Acervo Imediato foi uma das 75 propostas contempladas pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, no final de 2020, que selecionou projetos e atividades artísticas e culturais voltadas às linguagens de teatro, dança, circo, música, artes visuais, literatura, artes integradas, jogos digitais e arte de rua.

Foram escolhidas 50 propostas com prêmios de R$50 mil e 25 propostas com prêmios de R$100 mil. A Prefeitura também lançou os prêmios Conceição Senna de Audiovisual e Jaime Sodré de Patrimônio Cultural, além de subsídios previstos na lei Aldir Blanc, para o financiamento de iniciativas pertencentes ao setor criativo, duramente atingido pela pandemia de Covid-19.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.