Publicado em 24/01/2020 às 17h42.

Projeto de restauração de ruínas da Praça Castro Alves custa R$ 153,9 mil

Empresa foi contratada com dispensa de licitação; FMLF alegou urgência para não comprometer patrimônio arqueológico

Estela Marques
Foto: Reprodução/ Twitter
Foto: Reprodução/ Twitter

 

O projeto de restauração das ruínas encontradas na Praça Castro Alves, no final do ano passado, custará R$ 153,9 mil aos cofres municipais. A empresa A&P Arquitetura e Urbanismo foi a escolhida.

A contratação se deu com dispensa de licitação em razão da urgência para atender à situação, de acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Mário Leal Ferreira, responsável por supervisionar projetos da prefeitura. As ruínas foram encontradas durante obras de requalificação da região, que foram paralisadas para não comprometer o patrimônio arqueológico encontrado.

“A partir do momento das escavações, as estruturas que estavam contidas e protegidas embaixo da terra ficam expostas à ação do tempo, e essa estrutura pode desmoronar, levando à perda do patrimônio encontrado”, diz a nota.

PUBLICIDADE