Publicado em 26/01/2016 às 08h17.

Quase três mil ambulantes trabalham em todos os circuitos do Carnaval

Além da variedade de lanches e aperitivos ofertados pelos ambulantes, a folia contará com duas vilas gastronômicas com 15 food trucks

Redação
Ambulantes no carnaval (Foto: Max Haack/Ag Haack)
Ambulantes no carnaval (Foto: Max Haack/Ag Haack)

 

O Carnaval de Salvador reserva variadas opções de alimentação para os foliões, além dos 15 food trucks instalados nas duas vilas gastronômicas, uma na Barra e outra em Ondina, outros 2.837 vendedores ambulantes irão atuar na folia, a exemplo de baianas de acarajé e comerciantes com caixas de isopor e carrinhos diversos como de pipoca e sorvete, entre outros. Conforme o licenciamento da Secretaria Municipal da Ordem Pública (Semop), eles estarão distribuídos em todos os circuitos da festa.

Segundo a titular da pasta, Rosemma Maluf, o decreto que regulamenta a atuação foi aperfeiçoado para abarcar os food trucks, mas as outras comidas de rua também estão autorizadas. “O que não pode é espetinho e garrafas de vidro”, ressaltou, em entrevista ao Correio. A opção dada aos ambulantes é assar o churrasco no palito, mas descartá-lo em uma caixa antes de servir o cliente em um prato. O espetinho é proibido na festa no intuito de evitar acidentes. Os vendedores cadastrados poderão retirar os kits até o dia 30, de segunda a sábado, das 8h às 17h, na Avenida Jequitaia, 144, Calçada.

 

PUBLICIDADE