Publicado em 19/04/2021 às 06h57.

Rodoviários dizem que paralisação desta segunda é preparação para possível greve

Categoria reivindica cumprimento de acordo com a CSN e cobra vacinação contra a Covid-19

Rayllanna Lima
Foto: Reprodução/TV Bahia
Foto: Reprodução/TV Bahia

 

A paralisação de rodoviários nesta segunda-feira (19) é uma “preparação para possível greve geral por tempo indeterminado”, segundo o presidente do sindicato da categoria, Hélio Ferreira.

De acordo com ele, os trabalhadores estão intensificando as mobilizações para cobrar cumprimento do acordo feito com a CSN e a vacinação contra a Covid-19 para toda a categoria porque as negociações com a Prefeitura de Salvador não estão avançando.

“Estamos cumprindo o rito de greve. Se não resolver os problemas, não temos outro caminho a não ser greve por tempo indeterminado. A manifestação em Pirajá foi um grito de revolta da categoria. Quando chegamos a fazer protesto dessa natureza é porque já se esgotou todas as negociações. São mais de dois meses negociando”, disse em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia.

Ainda segundo Hélio, caso as demandas não sejam atendidas, a greve pode ocorrer em dez dias. “Estamos respaldando nossa greve para não ser julgada ilegal. Nossa intenção não é greve, é acordo”, afirmou.

Nesta segunda, os ônibus convencionais estão parados nas garagens desde as 4h. A previsão é que só comecem a circular a partir das 8h.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.