Publicado em 09/11/2021 às 10h37.

‘Se [o governo] não quer que tenha, fale logo’, diz Bruno sobre Carnaval 2022

Prefeito de Salvador lembra que atores da festa, como blocos e camarotes, precisam de tempo para montar estrutura e vender espaços

Adriano Villela / Leilane Teixeira
Foto: Leilane Teixeira/bahia.ba
Foto: Leilane Teixeira/bahia.ba

 

O prefeito Bruno Reis cobrou publicamente o Estado sobre a posição definitiva com relação ao Carnaval 2022. “Se [o governo] não quer que tenha, fale logo”, afirmou nesta terça-feira (9), durante uma solenidade em que autorizou o início de uma obra da prefeitura. O chefe do Executivo da capital quer uma definição agora em novembro, enquanto o governador Rui Costa tem declarado considerar o debate sobre o tema precipitado.

“Esse prazo é colocado pelos atores que fazem o Carnaval”, ressaltou Bruno Reis, em resposta ao bahia.ba. “São segmentos que geram milhares de emprego no Carnaval, no ano todo e são muito importantes para a nossa economia”, completou.

Conforme o prefeito, eventos como a última partida na Fonte Nova – que recebeu 18 mil torcedores no domingo (7) – e a Fórmula 1, que ocorrerá no próximo final de semana, em São Paulo, permite acompanhar a evolução da pandemia.

Bruno Reis ponderou que a vida – combate à pandemia – deve ser colocada em primeiro lugar na definição se haverá Carnaval no próximo ano e em que condições. “(mas) Não dá pra ter uma decisão em cima da hora”, reitera.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.