Publicado em 13/01/2020 às 16h33.

Transalvador pede que ônibus sem placas sejam retirados de circulação

“A vistoria terminou na última terça-feira, mas as placas ainda não foram entregues”, diz o secretário de Mobilidade, Fábio Mota

Bianca Rocha
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

 

A Superintendência de Transito de Salvador informou que os ônibus que circulam sem a placa de identificação fossem retirados de circulação até que a situação seja totalmente regularizada.

Alguns dos novos ônibus com ar-condicionado que chegaram no primeiro dia do ano para foram flagrados por leitores circulando pela cidade sem a placa de identificação, exigida pelo Código Brasileiro de Trânsito. Segundo as regras do CTB, nenhum veículo deve circular pela cidade sem a placa de identificação registrada no órgão responsável, podendo gerar multas ao motorista ou a empresa.

O bahia.ba entrou em contato com a Concessionária Salvador Norte, responsável pelos novos veículos, que informou que o emplacamento dos ônibus está em andamento. Segundo eles, a demora foi por causa dos feriados de fim de ano. A empresa ainda não estabeleceu um novo prazo para que as placas sejam entregues.

Questionado pelo bahia.ba, o secretário de mobilidade de Salvador, Fábio Mota, informou que o Detran exigiu que os veículos novos fossem vistoriados separadamente.

“A vistoria terminou na última terça-feira, mas as placas ainda não foram entregues pela empresa”, pontuou o secretário. Fábio ainda disse que os ônibus não correm o risco de serem apreendidos, pois todos eles possuem uma numeração de identificação, além da placa.

O Departamento de Trânsito da Bahia (Detran-BA) informou ao bahia.ba que a responsabilidade da entrega das placas é da empresa privada que faz o emplacamento e não do órgão estadual. Segundo eles, a parte que o Detran tem responsabilidade já está regularizada.

PUBLICIDADE