Publicado em 05/07/2016 às 17h22.

União transfere área da Cidade de Plástico para Salvador

A comunidade Guerreira Zeferina, no Subúrbio Ferroviário, passará por obras de revitalização

Redação
V
Foto: Valter Pontes / Agecom

 

A prefeitura de Salvador e a Superintendência do Patrimônio da União na Bahia (SPU) formalizaram nesta terça-feira (5) a transferência da área onde está localizada a comunidade Guerreira Zeferina, no Subúrbio Ferroviário, da União para o Município.

Antigamente conhecida como Cidade de Plástico, a região tem mais de 20 mil m² e será revitalizada. Com a cessão, a prefeitura poderá conceder a posse de terreno aos moradores, que receberão novas unidades habitacionais em um prazo de 15 meses – tempo previsto de duração das obras. Enquanto isso, os moradores receberão o aluguel social e acompanhamento por agentes sociais.

O custo previsto das intervenções é superior a R$ 17 milhões. As obras serão realizadas pela empresa Barra Construção, Projetos e Serviços. Serão construídas 257 residências, das quais 237 apartamentos de 2 e 3 quartos e um prédio em formato de sobrado com 20 unidades habitacionais com dois quartos com adaptações de acessibilidade.

Também serão implantados na região creche e unidade de saúde, além de dez estabelecimentos para movimentar o comércio da comunidade.

A cessão do terreno foi formalizada com a assinatura de um documento pelo prefeito ACM Neto, a superintendente do Patrimônio da União na Bahia, Tatiana Chaves, a presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, e a secretária municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), Ana Paula Matos.