Publicado em 07/07/2020 às 16h31.

OMS reconhece ‘evidências emergentes’ sobre transmissão da Covid-19 pelo ar

Afirmação foi feita em coletiva de imprensa, por Maria Van Kerkhove, principal autoridade técnica da Organização Mundial da Saúde

Redação
Foto: Christopher Black/OMS
Foto: Christopher Black/OMS

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu nesta terça-feira (7) “evidências emergentes” de transmissão pelo ar do novo coronavírus, depois que um grupo de cientistas cobrou o organismo global a atualizar suas orientações sobre como a doença respiratória se espalha.

“Temos conversado sobre a possibilidade de transmissão pelo ar e transmissão por aerossol como uma das modalidades de transmissão da Covid-19”, disse Maria Van Kerkhove (foto), principal autoridade técnica da OMS para a pandemia de Covid-19, em uma coletiva de imprensa.

A OMS havia dito anteriormente que o vírus que causa a doença respiratória Covid-19 se dissemina principalmente através de pequenas gotículas expelidas pelo nariz e pela boca de uma pessoa infectada que logo caem no chão.

Mas em uma carta aberta enviada à agência sediada em Genebra e publicada na segunda-feira (6) no periódico científico Clinical Infectious Diseases, 239 especialistas de 32 países delinearam indícios que, dizem, mostram que partículas flutuantes do vírus podem infectar pessoas que as inalam.

Mais notícias