Publicado em 12/01/2019 às 13h30.

Das vagas não preenchidas no Mais Médicos, 85% ficam no Norte e Nordeste

Amazonas e Pará concentram 51% das oportunidades sem interessados

Redação
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde
Foto: Karina Zambrana/Ministério da Saúde

 

A grande maioria das vagas não preenchidas no novo edital do Mais Médicos, após saída dos cubanos, estão em municípios do Norte e Nordeste. Ao todo, 85% estão concentradas nas duas regiões.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, tabulados pelo Estadão, ainda 51% dessas vagas estão em apenas dois estados brasileiros: Amazonas e Pará.

No Sudeste, nenhuma vaga deixou de ser preenchida. Na região Sul foram 62 sem nenhum interessado, mas apenas no Rio Grande do Sul.