Publicado em 17/05/2017 às 23h00.

Ações de empresas brasileiras têm forte queda após delação da JBS

Segundo a Nyse (bolsa de valores de Nova York), as ADRs da Petrobras fecharam em baixa de 1,53%, negociadas a US$ 10,29

Redação

Os recibos de ações brasileiras negociados na bolsa de Nova York (ADRs) fecharam em queda na noite desta quarta-feira (17), após a informação de que os donos da JBS gravaram o aval do presidente Michel Temer para comprar o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Segundo a Nyse (bolsa de valores de Nova York), as ADRs da Petrobras fecharam em baixa de 1,53%, negociadas a US$ 10,29. Já os recibos do Itaú fecharam em forte baixa de 3,32%, e os da Vale recuaram 3,58%.

O índice de referência das ações brasileiras em Nova York, o EWZ iShares, recuou 3,21% nesta quarta-feira após ter despencado mais de 10%. Também fecharam em queda os papéis da Ambev, Vivo, BRF, Sabesp, Ultrapar,

PUBLICIDADE