Publicado em 06/12/2017 às 15h55.

Advogado de Kátia Vargas critica imprensa: ‘Cobertura desleal’

"A imprensa foi vilã nesse processo", afirmou o advogado José Luis Lima durante o julgamento da médica, na tarde desta quarta-feira

Rodrigo Aguiar / João Brandão
forum ruy barbosa foto joao brandao bahiaba (2)
Foto: João Brandão / bahia.ba

 

A defesa da médica Kátia Vargas criticou a imprensa durante julgamento, nesta quarta-feira (6), no Fórum Ruy Barbosa. O advogado José Luis Lima afirmou que a cobertura jornalística sobre o caso foi “um escândalo”.

“A imprensa foi vilã nesse processo. […] Nunca vi uma cobertura tão desleal quanto a que fizeram no caso”, declarou o defensor, que se disse “assustado” com o “massacre” feito contra Kátia.

A médica é acusada pelo Ministério Público de causar a morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes, em outubro de 2013, ao atirar intencionalmente seu carro contra a moto onde estavam as vítimas.

Mais cedo, o advogado já havia orientado Kátia a não responder às perguntas formuladas pelo MP, ao acusar os promotores de adotarem uma postura “agressiva e desrespeitosa” em relação à acusada.

Após o debate de acusação e defesa, a juíza Gelzi Maria Souza, titular do 1° Juízo da 1ª Vara do Júri, formulará, em uma sala secreta, os quesitos para o júri – serão feitos questionamentos a serem respondidos pelos jurados com cédulas “sim” ou “não”.

De acordo com a decisão dos jurados, a juíza vai elaborar uma sentença, que será lida em plenário. Ao final do julgamento, tanto o Ministério Público quanto a defesa podem recorrer do resultado.

A médica responde em liberdade e, ainda que seja condenada, não será presa até que a decisão transite em julgado, o que só acontece após o julgamento de eventuais recursos.

PUBLICIDADE