Publicado em 31/10/2018 às 19h00.

Geddel e Lúcio ficam em silêncio durante audiência no STF

Irmãos são acusados de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do “bunker” de R$ 51 milhões

Redação
Fotos: Marcelo Camargo/Agência Brasil|Izis Moacyr/ bahia.ba
Fotos: Marcelo Camargo/Agência Brasil|Izis Moacyr/ bahia.ba

 

Acusados de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do “bunker” de R$ 51 milhões, os irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima ficaram em silêncio nesta quarta-feira (31) durante audiência no Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com o G1 e TV Globo.

Ao ser informado pelo juiz instrutor sobre as acusações no começo da audiência, o ex-ministro, preso na Papuda, disse apenas que permaneceria em silêncio “por absoluta e incisiva orientação da defesa técnica”. O deputado federal seguiu a mesma estratégia.

Durante a audiência, que durou aproximadamente 10 minutos, o Ministério Público fez diversos questionamentos aos irmãos, que não responderam nada.

Esta é uma das últimas fases do processo. Ao final da audiência, Geddel foi escoltado de volta para o complexo penitenciário, onde está detido desde setembro do ano passado.