Publicado em 12/07/2018 às 17h00.

Justiça rejeita pedido de liberdade de Eduardo Cunha

Sentença negou a derrubada da prisão preventiva decretada em 2017 na Operação Patmos

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, rejeitou um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB-RJ). O emedebista está preso desde 2016.

Na sentença, o magistrado negou a derrubada da prisão preventiva decretada em 2017 na Operação Patmos. Ele foi detido após delação premiada de executivos da J&F.

Em depoimento, o empresário Joesley Batista disse que pagava propina para o ex-deputado permanecer em silêncio a respeito de supostos delitos cometidos pelo presidente Michel Temer e outros políticos da cúpula do PMDB.

Eduardo Cunha segue preso devido a outros decretos de prisão preventiva, da Justiça Federal no Paraná e em Brasília, relacionados a desvios na Petrobras e na Caixa Econômica Federal.

Mais notícias