Publicado em 19/05/2016 às 10h20.

Crescem os casos de caxumba na Bahia

Em Salvador, foram registrados três episódios de surto de caxumba em Salvador, com 32 pessoas atingidas; Em Vitória da Conquista há 27 casos

Redação
A vacina contra a dengue deve ser aplicada em três doses, com intervalos de seis meses. (Foto: Fotos Públicas )
Foto: Fotos Públicas

 

O aumento do número de casos de pessoas com caxumba acendeu o alerta na Bahia. Apenas neste ano foram registrados três episódios de surto de caxumba em Salvador, com 32 pessoas atingidas. Em Vitória da Conquista, região sudoeste do estado, foram registrados 27 casos em diferentes partes da cidade.

A ocorrência mais recente foi na empresa de telemarketing Contax, no Comércio, onde 17 funcionários foram diagnosticados com a infecção viral aguda, caracterizada por febre e aumento de volume de uma ou mais glândulas salivares.

A segunda ocorrência também atingiu a empresa Contax,  que até  28 de abril registrou  nove casos em sua unidade da Cidade Baixa.

Conforme a Secretaria da Saúde do município (SMS), técnicos do órgão realizaram visitas domiciliares para verificar se as pessoas que tiveram contato com os doentes já haviam sido vacinadas. Uma visita à empresa também já está agendada.

Por meio de nota, a Contax informou ter acionado “imediatamente a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tomando todas as providências cabíveis, assim que tomou conhecimento dos casos de caxumba entre os funcionários”. A Anvisa, por sua vez, realizou os procedimentos necessários para mitigar o caso por meio da aplicação de vacinas, ainda conforme a nota emitida pela Contax.

Embora não tenha sido notificado à SMS, o terceiro episódio de surto na capital ocorreu na Escola São José, no Bonfim, onde  cinco alunos da mesma turma do fundamental II e um de outra sala tiveram a doença – o primeiro caso, no final de fevereiro.

Doença – A Caxumba é uma infecção viral que afeta as glândulas parótidas – um dos três pares de glândulas que produzem saliva. Provocada pelo paramyxovirus, a caxumba é transmitida por via aérea, pela disseminação de gotículas ou contato direto com saliva de pessoas infectadas. As complicações da caxumba são raras e geralmente acontecem quando a pessoa contrai a doença na vida adulta. Não há tratamento específico para caxumba, por isso é importante prevenir seu aparecimento com a vacinação da tríplice-viral, que  protege também contra sarampo e rubéola.

Com informações do A Tarde.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.