Publicado em 20/05/2016 às 07h50.

Mais de 42 mil clientes da Coelba perdem direito à Tarifa Social

Em Salvador, aproximadamente 4,6 mil benefícios serão cancelados; o corte do desconto foi para as famílias que já não se enquadrarem nos requisitos

Redação
Foto ilustrativa
Foto ilustrativa

 

A Coelba anunciou, nesta quinta-feira (19), que pelo menos 42 mil famílias carentes baianas que, até então, pagavam a tarifa social de energia, terão o benefício cancelado já a partir da próxima sexta-feira (27). Conforme órgão, o corte do desconto de até 65% se dá pelo fato de as famílias não se enquadrarem mais nos requisitos previstos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Apenas em Salvador, aproximadamente 4,6 mil benefícios serão cancelados. O mesmo ocorre na maioria dos 417 municípios baianos. Em Feira de Santana,  1.073 residências perderão o desconto. Dentre as pendências identificadas, que implicaram o corte estão: Número de Identificação Social (NIS) ou Benefício da Prestação Continuada (BPC) não localizados no Cadastro Único, o chamado CadÚnico; famílias com benefício em mais de uma unidade consumidora ou famílias com renda incompatível ao que prevê a Resolução 572/2013 da Aneel (maior que meio salário mínimo por pessoa).

Atualmente, cerca de 1,27 milhão de famílias são beneficiadas com a tarifa social no estado e obtêm redução de 10%, 40% e 65%, a depender da faixa de consumo. O desconto máximo é para famílias que consomem até 30 KWh/mês. E o mínimo de 10% é para as casas com consumo mensal entre 100 KWh e 220 KWh. Quem estiver com a situação regular no CadÚnico ou no INSS, no caso dos benefícios BPC, pode procurar diretamente os canais de atendimento da Coelba. A relação pode ser conferida no site da concessionária.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.