Publicado em 27/02/2020 às 20h00.

Mais Estudo tem 10 mil vagas abertas na Bahia; veja critérios

Estudantes do 9º ano do Ensino Fundamento ao 3º ano do Ensino Médio podem participar

Redação
Foto: Ilustrativa/Josenildo Almeida
Foto: Ilustrativa/Josenildo Almeida

 

Estão abertas em todo o estado as 10 mil vagas do programa Mais Estudo. Estudantes da rede pública da Bahia, que estejam cursando do 9º ano do Ensino Médio ao 3º ano do Ensino fundamental podem se inscrever. O programa contemplará os alunos com uma bolsa de R$ 200, por mês, de março a maio, para que deem monitoria em Língua Portuguesa e Matemática aos colegas, contribuindo para o processo de ensino e aprendizagem.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEC), o investimento é de R$ 6 milhões nesta primeira etapa do programa para o ano letivo de 2020.

Para participar, além de estar regularmente matriculado, o estudante deve ter obtido média igual ou superior a oito na disciplina que pretende atuar como monitor. Além disso, as unidades escolares precisarão fazer a adesão ao programa, preenchendo um formulário disponibilizado no Portal da Educação, mesmo site para que as escolas realizem a inscrição.

Também caberá à escola a seleção dos estudantes, bem como mobilizar e registrar, em documento próprio, os professores e/ou articuladores que irão atuar como supervisores dos estudantes monitores.

Sobre o Mais Estudo
O programa foi lançado em 2019, quando foram oferecidas 10 mil vagas e destinados investimentos de R$ 10 milhões. As aulas aconteceram no turno diferente ao qual os estudantes estão matriculados. Com a linguagem própria da juventude, os monitores ajudaram os colegas a desenvolverem seus conhecimentos e habilidades, tanto que já há registros de melhoria nas notas dos envolvidos e de redução da reprovação. Os monitores são acompanhados por professores supervisores e coordenadores pedagógicos.

PUBLICIDADE