Publicado em 20/11/2019 às 22h00.

Moradores convocam ato contra aumento na tarifa de pedágio da Estrada do Coco

Protesto ocorrerá na sexta-feira (22), com concentração agendada para as 9h, na Praça da Mangueira, em Areias (Camaçari)

Redação
Foto: Divulgação/Assessoria
Foto: Divulgação/Assessoria

 

Uma nova manifestação será realizada na sexta-feira (20) contra o reajuste das tarifas do pedágio da BA-099, entre a Estrada do Coco e a Linha Verde. Os novos valores passaram a valer desde o último dia 11 de novembro. A rodovia é administrada pela Concessionária Litoral Norte (CLN).

O protesto é convocado pelo movimento SOS Areias, que considera o aumento “abusivo”. A concentração do ato está agendada para as 9h, na Praça da Mangueira, em Areias (Camaçari).

“Sabemos e entendemos que o pedágio possui custo com a manutenção da via, pagamento de seus funcionários, além de outros. Contudo, o preço vem aumentando absurdamente nos últimos anos e nós trabalhadores necessitamos e fazemos o uso da via diariamente. Entretanto, o valor cobrado na tarifa se torna inviável para utilizar o pedágio todos os dias”, explica o SOS Areias.

“Nesse caso, visando chegar a um consenso entre a CLN e a comunidade, pedimos o cadastro da população e a isenção de 2 (dois) passes livres por dia para cada carro cadastrado. Essa quantidade seria equivalente à ida e vinda do trabalho/serviço. Além disso, solicitamos um desconto de 50% (cinquenta por cento) no valor da tarifa a partir da terceira passagem e um valor único nos dias de semana e aos finais de semana”.

Conforme resolução da Agerba publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta (7), o reajuste este ano foi de 5,73%.

Com o acréscimo, a tarifa aplicada para automóveis, caminhonetes e furgão, em dias úteis, vai passar de R$ 6,60 para R$ 7. Já nos finais de semanas e feriados, a tarifa aumenta em R$ 0,50, passando de R$ 10 para R$ 10,50.

PUBLICIDADE