Publicado em 01/07/2020 às 16h49.

Nem a pandemia impede as homenagens à Independência da Bahia

Atos simbólico na Lapinha, reduzidos e com medidas de segurança sanitária, contarão com a presença de autoridades civis e militares

Redação
Foto: Gilmar Castro/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Gilmar Castro/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

Nem a pandemia do novo coronavírus impede as homenagens à Independência da Bahia. Sem o cortejo, para evitar aglomerações, serão realizados atos simbólicos a partir das 8hs, na Lapinha. Apenas autoridades civis e militares, além da imprensa identificada, terão acesso ao local da solenidade.

A partir das 8h, haverá hasteamento das bandeiras nacional, do estado e da capital baiana, seguido pela deposição de flores aos Heróis da Independência no monumento do General Labatut.  O local onde ocorrerá as celebrações será interditado com gradil para evitar aglomerações.

Confirmaram presença o governador Rui Costa, o prefeito ACM Neto e os presidentes da Assembleia Legislativa, Nelson Leal, e da Câmara Municipal, Geraldo Júnior. Não haverá participação de grupos culturais e nem desfile do Caboclo e da Cabocla.

FGM

A Fundação Gregório de Mattos (FGM) disponibilizará em seu canal no Youtube uma programação ligada à Independência da Bahia. A partir das 8h, será transmitida a estreia do documentário Dois de Julho – Um Sonho de Liberdade, com direção de Yuri Rosat. Às 18h, o canal exibe o 29º Encontro de Filarmônicas, conduzido pelo maestro Fred Dantas, com apresentações musicais gravadas e entrevistas ao vivo.