Publicado em 05/02/2020 às 07h35.

PM suspeito de agredir jovem e fazer insultos racistas nega agressão

O comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, disse que o soldado vai ser punido somente no final das investigações

Redação
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

 

O soldado Laércio Sacramento, suspeito de agredir um jovem durante uma abordagem no bairro de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador, prestou depoimento à Polícia Militar na noite desta terça-feira (4). Ele negou a agressão.

No depoimento, o soldado, que foi afastado das ruas e cumprirá expediente administrativo até o fim das investigações, também disse que vai aguardar a apuração da Corregedoria da PM.

Em entrevista a TV Bahia, o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, disse que o soldado vai ser punido somente no final das investigações. Ainda de acordo com Anselmo é muito cedo pra dizer se o caso vai resultar em uma advertência ou demissão.