Publicado em 19/01/2016 às 10h40.

Professores ameaçam greve em Lauro de Freitas

O atraso no pagamento do salário de férias é o motivo principal

Redação
Foto: site da Asprolf
Foto: site da Asprolf

 

Os professores da rede municipal de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, ameaçam entrar em greve no início do ano letivo de 2016, pela falta de pagamento do salário das férias.

A categoria acusa o prefeito Márcio Paiva (PP) de não cumprir a promessa de campanha de priorizar a educação em sua gestão, devido à ausência do cumprimento dos prazos com os docentes e servidores municipais.

Segundo a entidade de classe da categoria, a Asprolf/Sindicato, a Secretaria Municipal de Educação informou, por meio das mídias internas, que 1/3 de férias dos educadores, que deveria ser pago até dezembro, só será quitado na folha de janeiro (final do mês), quando termina o recesso das aulas.

PUBLICIDADE

Mais notícias