Publicado em 24/12/2015 às 08h40.

‘Sozinhas, cidades não podem arcar com valores da Saúde’, diz Rui

Quarto consórcio de saúde do estado pretende beneficiar nove municípios do norte baiano

Redação
Foto: Manu Dias/GOVBA
Foto: Manu Dias/GOVBA

 

Nove municípios do norte baiano assinaram nesta quarta-feira (23) um protocolo de intenções com o governo para a criação do quarto consórcio de saúde do estado.

A medida pretende beneficiar cerca de 330 mil moradores das cidades de Chorrochó, Glória, Jeremoabo, Macururé, Paulo Afonso, Rodelas, Santa Brígida, Abaré, e Pedro Alexandre.

O convênio prevê a construção de uma policlínica em Paulo Afonso, estimada em R$ 17 milhões, com oferta de atendimentos de média e alta complexidades.

A gestão estadual se compromete ainda em equipar a unidade e cofinanciar até 40% da manutenção. “Sozinhas, as cidades não podem arcar com os valores da Saúde. Garantir a Saúde é caro. Mas, juntas, e com o apoio do governo do Estado, vão fortalecer a saúde baiana”, apostou o governador Rui Costa, durante a cerimônia.

O projeto prevê que a policlínica vai oferecer até 13 especialidades médicas, 32 serviços e equipamentos, como tomógrafos e aparelho de ressonância magnética.

Outros convênios – Antes do consórcio da região de Paulo Afonso, outros três foram firmados este ano. Ao todo, mais de 60 municípios serão beneficiados. O primeiro compromisso foi firmado com 13 cidades do extremo-sul, o segundo com 26 prefeituras do Vale do Jiquiriçá, e o terceiro com 18 localidades da região de Irecê.

PUBLICIDADE