Publicado em 05/03/2021 às 10h58.

Ceará pagará auxílio de R$ 1.000 a desempregados do setor de restaurantes

Governador Camilo Santana (PT) explicou no Twitter que o pagamento será feito em duas parcelas de R$ 500

Redação
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

 

O Governo do Ceará anunciou nesta sexta-feira (5) uma série de medidas para os setores de restaurantes, bares e outros estabelecimentos de alimentação enfrentarem a pandemia da Covid-19. Entre as novidades, está um auxílio emergencial de R$ 1.000 para os trabalhadores dessa área que estão desempregados.

De acordo com o portal UOL, o governador Camilo Santana (PT) explicou no Twitter que o pagamento será feito em duas parcelas de R$ 500. Receberão o benefício: garçons, cozinheiros, auxiliares de cozinha, gerentes, recepcionistas, entre outros que perderam empregos. No entanto, para ter direito ao auxílio, será necessário fazer um cadastro, mas ainda não há mais detalhes sobre os critérios.

“Todas as ações foram construídas após muito diálogo com representantes do setor, que foi um dos mais atingidos durante essa pandemia”, disse Camilo.

Ainda de acordo com a publicação, o governador cearense também garantiu que fará o parcelamento dos débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos estabelecimentos em 60 vezes (5 anos), além de isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2021 para veículos registrados em nome de empresas do setor de bares e restaurantes e isenção da conta de água de todos os estabelecimentos do setor nos próximos 3 meses: março, abril e maio.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.