Publicado em 22/01/2020 às 21h20.

Irmão de Bolsonaro articula repasses de R$ 110 mi do governo federal para prefeituras

Renato Bolsonaro atua como interlocutor de prefeituras do litoral de SP e do Vale do Ribeira

Redação
Foto: Reprodução/ Facebook Renato Bolsonaro
Foto: Reprodução/ Facebook Renato Bolsonaro

 

O irmão do presidente Jair Bolsonaro, Renato Bolsonaro, ostenta influência para direcionar os investimentos do governo federal. Apesar de não ter um cargo público, ele tem atuado como mediador de demandas dos prefeitos de quatro municípios do litoral paulista e do Vale do Ribeira, região de origem da família.

De acordo com a Folha, Renato já conseguiu que fossem repassados mais de R$ 110 milhões para construção de pontes, recapeamento asfáltico e investimentos em centros de cultura e esportes. Em contrapartida, o irmão de Bolsonaro participa de solenidades de anúncio de obras, assina como testemunha em contratos de liberação de verbas, discursa e é reconhecido publicamente, pelos prefeitos, por causa da ajuda com o governo.

A atuação como interlocutor de prefeitos no governo federal varia. No ano passado, os secretários da Pesca, Jorge Seif, e de Assuntos Fundiários, Luiz Antônio Nabhan Garcia estiveram em Miracatu, onde ele mora. Também fizeram uma visita o ministro André Mendonça, da Advocacia Geral da União, e Gilson Machado, presidente da Embratur. Outra estratégia adotada é procurar as autoridades diretamente. Um desses casos é o impasse entre prefeitura de São Vicente e govenro do estado sobre que custearia as obras de recuperação da ponte dos barreiros. Renato solucionou o caso, quando convenceu a gestão federal a pagar a conta, no valor de R$ 58 milhões.

Ainda segundo a reportagem, Renato, que é filiado ao PSL, diz não receber nada pelo trabalho que realiza. Por outro lado, ele também não diz quem custeia seus gastos.