Publicado em 21/10/2019 às 08h13.

Limpeza de praias atingidas por óleo no Nordeste depende da ajuda de voluntários

Em Salvador, mutirão organizado por surfistas, por exemplo, reuniu cerca de 500 pessoas em 17 praias

Redação
Foto: Divulgação/Limpurb
Foto: Divulgação/Limpurb

 

Nos últimos dias, as redes sociais têm sido invadidas por imagens de voluntários limpando o óleo das praias no Nordeste, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, com equipes insuficientes para retirar o resíduo, prefeituras vêm recorrendo a mutirões de pescadores, surfistas e moradores. Foi o que fez o município de Cabo de Santo Agostinho (PE), atingido pelo óleo neste fim de semana.

“Infelizmente as manchas chegaram na praia de Suape. Nossas equipes já estão prontas para recolher o material, mas precisamos também de voluntários. Contamos com vocês”, escreveu a prefeitura em suas redes sociais.

O secretário de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertiotti, afirmou que, na falta de boias de contenção, redes de pescas estão sendo usadas para barrar a chegada do resíduo.

Na Bahia, mutirão organizado por surfistas reuniu cerca de 500 pessoas no sábado passado em 17 praias de Salvador e cidades do litoral norte, onde o óleo chegou há cerca de 15 dias.

Em dois dias, os voluntários retiraram o equivalente a 3.000 litros de óleo de dentro dos manguezais do rio Pojuca. O material recolhido foi encaminhado para a defesa civil municipal.

Uma das preocupações das autoridades é a falta de equipamentos para os voluntários. Para a retirada é necessário usar luvas, calça, galocha e máscara. Pás e peneiras são recomendadas para ajudar na retirada e separação das manchas das superfícies.

O desastre ambiental também tem chamado a atenção de celebridades como Ivete Sangalo e Letícia Sabatella, que destacaram o problema e o trabalho feito pelos voluntários.

PUBLICIDADE