Publicado em 16/06/2022 às 12h20.

PF vê indícios de participação de mais 3 pessoas em crime no Amazonas

Um dos dois suspeitos na morte de Dom Phillips e Bruno Pereira confirmou o envolvimento de mais uma pessoa no crime

Redação
Foto: Superintendência da PF no Amazonas
Foto: Superintendência da PF no Amazonas

 

Enquanto aguarda a perícia de restos humanos localizados na quarta-feira (15) na região do Vale do Javari, no Amazonas, a Polícia Federal (PF) informou que existem indícios da participação de mais três pessoas no assassinato do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.

Segundo a Folha de S. Paulo, Eduardo Alexandre Fontes, superintendente da PF no Amazonas, afirmou que um dos suspeitos do crime confirmou a existência de um outro envolvido na morte das vítimas. À CNN Brasil, ele revelou que a investigação apura a participação de mais três indivíduos.

De acordo com a Folha, o delegado da Polícia Civil Guilherme Torres disse que a força-tarefa na região não foi concluída e também afirmou que não descarta a hipótese de outros indivíduos estarem envolvidos no crime.

Realizada para confirmar a identidade das vítimas cujos restos mortais foram encontrados, a perícia vai determinar ainda a causa da morte e a arma utilizada pelos autores.

Até o momento, estão presos o pescador Amarildo da Costa Oliveira, o Pelado, e seu irmão, Oseney de Oliveira, conhecido como Do Santos. Segundo a PF, Amarildo confessou a autoria do crime e contou que esquartejou, queimou e enterrou os corpos, após matar Dom e Bruno com arma de fogo. Oseney, por sua vez, negou que tenha participado da ação.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.