Publicado em 22/06/2016 às 15h31.

PM mata cinco homens em caçada a traficante resgatado de hospital

Megaoperação mobiliza integrantes de 21 batalhões da Polícia Militar e da Força Nacional; mais de 50 comunidades controladas pelo Comando Vermelho são vasculhadas

Redação
Rio de Janeiro -  A Polícia Militar e a Força Nacional realizam operação em comunidades do Rio e da Baixada Fluminense controladas pela facção Comando Vermelho, à qual pertence o criminoso Nicolas Labre Pereira de Jesus,  conhecido como Fat Family, resgatado, por um grupo de traficantes, do Hospital Municipal Souza Aguiar (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Policiais vasculham comunidades do Rio e da Baixada Fluminense à caça do traficante Fat Family (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

 

Cinco homens foram mortos pela Polícia Militar nesta quarta-feira (22) em suposto confronto na Favela do Rola, em Santa Cruz, zona oeste do Rio. Montada com o objetivo de prender o traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, 28 anos, o Fat Family, resgatado do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da cidade, na madrugada de domingo (19), a ação mobiliza o efetivo de 21 batalhões da PM e vasculha mais de 50 comunidades dominadas pela facção criminosa Comando Vermelho. A Força Nacional também foi acionada.

De acordo com informações oficiais obtidas pela Agência Brasil, na chegada da Polícia Militar à favela do Rola, em Santa Cruz, seis homens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas trocaram tiros com os militares. Cinco deles morreram na hora e um foi levado para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz.

Na ação, os policiais prenderam também um foragido da Justiça e apreenderam um fuzil, três pistolas automáticas, uma granada e uma quantidade de drogas ainda não contabilizada na comunidade do Rola.

Baixa – O resgate cinematográfico de Fat Family produziu pelo menos uma baixa nas fileiras da PM carioca: o tenente-coronel Wagner Guerci Nunes foi exonerado do comando do 5º Batalhão (Praça da Harmonia), unidade responsável pelo policiamento na área central da cidade e encarregada da custódia de presos no Hospital Souza Aguiar. No lugar dele, foi nomeado nesta quarta-feira, o tenente-coronel Maurício Faria Silva, lotado no Centro de Manutenção de Material.

Fat Family foi preso em flagrante na terça-feira passada (14), no morro Santo Amaro, no Catete, zona sul do Rio. Responsável pela prisão, a Delegacia de Combate às Drogas foi informada, dois dias depois, de um plano de fuga para resgatá-lo. A informação foi devidamente repassada ao Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança e à cúpula da PM, mas nenhuma ação preventiva foi adotada. Quando os bandidos invadiram o hospital na madrugada de domingo, havia apenas dois policiais militares responsáveis pela segurança do criminoso.